sábado, 12 de março de 2011

PLANO ANUAL DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE/6º ANO

1.    EMENTA:
Atendendo a Proposta Curricular de Matemática da Escola Leônidas de Araújo Castro aplicaremos os conteúdos do livro A CONQUISTA DA MATEMÁTICA do  autor JOSÉ RUY GIOVANNI JR. E BENEDICTO CASTRUCCI, ano 2009, série 6º ano, dividido por unidades. Nos conteúdos estão inseridos os eixos norteadores: Grandezas e medidas, Espaço e forma, Números e operações e Tratamento de informação.
Na I Unidade estudaremos os números naturais e a Geometria; Na II Unidade  veremos Divisibilidade: Divisores e múltiplos, Medida de comprimentos e superfícies; Na III Unidade  estudaremos a forma fracionária dos números racionais,  volume e capacidade, Na IV Unidade a forma decimal dos números racionais, medidas de massa.


2.    CONTEÚDOS: 5ª Série/ 6º Ano
1ª unidade – 21/02 a 06/05
-Calculando com   números naturais
-Geometria: As idéias intuitivas

2ª Unidade – 09/05 a 08/07
-Divisibilidade: Divisores e múltiplos
-Medindo comprimentos e superfícies

3ª Unidade -  01/08 a 14/10
-A forma fracionária dos números racionais
-Volume e capacidade

4ª Unidade – 24/10 a 20/12
-A forma decimal dos números racionais
-Medindo a massa

3.    OBJETIVOS GERAIS:
1.            Ser capaz de assumir uma atitude de interesse  nas diferentes situações que favorecem a aprendizagem matemática.
2.            Ser capaz de perceber a importância dos números, suas prioridades, suas inter-relações, seus significados e o modo como historicamente foi construído, bem como sua eficácia na resolução de situações-problema no seu cotidiano.
3.            Compreender o significado das medidas, a partir de situações-problema que expressam seu uso no contexto social e em outras áreas do conhecimento e que possibilitem a comparação de grandezas de mesma natureza.
4.            Ser capaz de ver que a geometria, contribui para aprendizagem dos números e medidas, estimulando a observação, a percepção de semelhanças e diferenças, a aplicação de propriedades e a transformação de figuras.
5.            Ser capaz de utilizar-se da estatística, em função de seu uso atual para compreender as informações veiculadas em seu contexto.

4.    OBJETIVOS ESPECIFICOS
OBJETIVOS ESPECIFICOS 1.
·                    Desenvolver a capacidade de investigação e  ter perseverança na busca de resultados, valorizando o uso de estratégias de verificação e controle dos resultados.
·                    Manifestar interesse para utilizar as diferentes representações matemáticas que se adaptam com mais precisão e funcionalidade a cada situação-problema de maneira que facilite sua compreensão e análise.
·                    Valorizar o trabalho coletivo, colaborando na interpretação de situações-problema, na  elaboração de estratégias de resolução e na sua validação.
·                    Analisar criticamente  informações e opiniões veiculadas na mídia, suscetíveis de ser analisadas à luz dos conhecimentos matemáticos.
·                    Interessar para comparar diferentes métodos e processos na resolução de um problema, analisando semelhanças e diferenças entre eles e justificando-os.


OBJETIVOS ESPECIFICOS 2.
·                    Conhecer a história dos números e identificar suas diversas funções nos processos de contagem no contexto do cotidiano: quantidade, ordem e códigos.
·                    Reconhecer números naturais e racionais no contexto diário.
·                    Interpretar e produzir escritas numéricas que devem ser expressa por números racionais nas formas fracionárias, decimais e percentuais reconhecendo o seu uso no contexto diário.
·                    Identificar a localização de um número racional na forma fracionária ou decimal na reta numérica, trabalhando comparação.
·                    Resolver problemas com números racionais expressos na forma decimal e fracionária envolvendo diferentes significados das operações por estratégias pessoais ou técnicas convencionais.
·                    Desenvolver estratégias de verificação e controle de resultados através do cálculo mental e da calculadora.
·                    Reconhecer que os números racionais admitem diferentes representações na forma fracionária.
·                    Representar os números naturais e os números inteiros na reta numérica.
·                    Compreender a diferença do conjunto dos números naturais, inteiros e racionais e sua aplicação no cotidiano.
·                    Representar na reta numérica os números naturais, inteiros e racionais e estabelecer critérios de comparação e ordenação.
·                    Ser capaz de utilizar-se da multiplicação, divisão e potenciação de números racionais e inteiros na resolução de situações-problema.
·                    Compreender o significado de radiciação, extrair e efetuar raízes quadradas e cúbicas exatas de números racionais.

OBJETIVOS ESPECIFICOS 3.
·                    Comparar e estimar medidas de grandezas por meio de estratégias pessoais ou convencionais utilizando unidade de medidas na resolução de problemas.
·                    Interpretar e resolver problemas que envolvam o metro, o quilo e o litro.
·                    Desenvolver a capacidade de tratar as diferentes grandezas como comprimento, massa, capacidade, temperatura.
·                    Ser capaz de resolver problemas usando grandeza determinada pela razão ou produto de duas outras como: velocidade, energia elétrica, densidade demográfica, etc.
·                    Conhecer e utilizar instrumentos adequados para medir e analisar a interdependência entre grandezas e expressá-la algebricamente.
·                    Resolver situações-problema envolvendo porcentagem e juros.
·                    Interpretar porcentagens e representá-las de diferentes formas, relacionando-as a razões.

OBJETIVOS ESPECIFICOS 4.
·                    Localizar-se no tempo e no espaço, a partir do desenvolvimento da lateralidade, e noção de distância, espaço e tempo.
·                    Identificar formas planas, não-planas, poliedros e não-poliedros.
·                    Identificar grandezas que variem de forma diretamente proporcional, inversamente proporcional e não proporcional.
·                    Explorar objetos do mundo físico, de obras de arte, pinturas, desenhos, esculturas, e artesanatos fazendo conexões com outras áreas do conhecimento.
·                    Classificar polígonos usando critérios como número de lados, eixo de simetria e comprimento de seus lados e número de ângulos.
·                    Reconhecer a conservação ou modificação de medidas dos lados, perímetro, da área em ampliações e reduções de figuras poligonais usando malhas quadriculadas.
·                    Reconhecer semelhanças e diferenças entre quadriláteros, usando como critérios o paralelismo, perpendicularismo e medida dos lados.
·                    Reconhecer o ângulo a partir da mudança de direção ou como elemento de um polígono.
·                    Reconhecer elementos intuitivos da geometria como ponto, reta, semi-reta, segmento de reta e plano.
·                    Distinguir segmentos consecutivos e colineares.
·                    Identificar propriedades comuns e diferenças entre figuras bidimensionais e tridimensionais, relacionando-as com as suas planificações.
·                    Resolver situações-problema que envolva cálculo de perímetro, área e volume.

OBJETIVOS ESPECIFICOS 5.
·                    Ser capaz de coletar e organizar dados utilizando estratégias pessoais e convencionais de classificação para interpretar as informações veiculadas no dia-a-dia.
·                    Interpretar informações organizadas e representadas em lista, tabelas, diagramas e gráficos referentes a uma determinada situação.
·                    Perceber o poder da Matemática na organização do pensamento envolvendo possibilidade, identificar estratégias de síntese, transmissão e interpretação de dados.
·                    Construir o conceito de probabilidade e sua aplicação na resolução de situações problema simples, identificando sucessos possíveis, sucessos seguros e as situações de sorte.
·                    Ser capaz de fazer agrupamentos que possibilitam o desenvolvimento do raciocínio combinatório e a compreensão do princípio multiplicativo para sua aplicação no cálculo de probabilidade.
·                    Identificar possíveis maneiras de combinar elementos de uma coleção e de contabilizá-los usando estratégias pessoais.
·                    Utilizar adequadamente calculadora, computador e outros recursos tecnológicos disponíveis.

5.    PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS:

·         Aula expositiva no quadro
·         Vídeos de motivação pessoal.
·         Trabalhar com dobraduras
·         Utilização de papel milimetrado
·         Utilização de canudos  coloridos(azuis, vermelhos) ; pratos de papelão.
·         Confecção de disco (círculo) de diferentes tamanhos.
·         Dobraduras.
·         História da Matemática.
·         Produção de texto com os números usados no dia a dia.
·         Confecção de tabelas e formulação de problemas.
·         Jogos da tabuada (bingo das operações).
·         Torta na cara.
·         Exploração da calculadora.
·         Exibição de filmes curtos falando sobre a importância da Matemática.
·         Utilização de régua, compasso, esquadro e outros.
·         Construção de figuras bi e tri dimensional.
·         Realização de cálculos individuais, em duplas  e em grupos.
·         Leituras de dados, gráficos e tabelas.
·         Exploração das atividades do livro didático e outros.
·         Atividades xerocadas para verificação da aprendizagem.
·         Mural da Matemática para todas as turmas contendo textos, piadas, charadas, poesias, curiosidades...
·         Exercícios de memorização e aprendizagem.

5.    AVALIAÇÃO
A avaliação do desempenho da aprendizagem em Matemática deve considerar as orientações da Proposta de Avaliação das Escolas Públicas Municipais de São Félix do Coribe e, dentro das especificidades da linguagem matemática, na perspectiva da intervenção pedagógica, o processo avaliativo proporcionará compreender o desempenho do estudante, observando, conforme conteúdos propostos para sua série/ano, se é capaz de:

- Interpretar uma situação-problema, distinguir as informações necessárias das supérfluas, planejar a resolução, identificar informações que necessitam ser levantadas, estimar (ou prever) soluções possíveis, decidir sobre procedimentos de resolução a serem utilizados, investigar, justificar, argumentar e comprovar a validade de resultados e apresentá-los de forma organizada e clara.
- Resolver situações-problema com números naturais, racionais, inteiros e irracionais aproximados por racionais, em diversos contextos, selecionando e utilizando procedimentos de cálculo (exato ou aproximado, escrito ou mental), em função da situação-problema proposta.
- Resolver situações-problema por meio de equações (incluindo sistemas de equações do primeiro grau com duas incógnitas) aplicando as propriedades da igualdade para determinar suas soluções e analisá-las no contexto da situação-problema enfocada.
- Resolver situações-problema (escalas, porcentagem e juros simples) que envolvem a variação de grandezas direta ou inversamente proporcionais, utilizando estratégias como as regras de três; de representar, em um sistema de coordenadas cartesianas, a variação de grandezas envolvidas em um fenômeno, analisando e caracterizando o comportamento dessa variação em diretamente proporcional, inversamente proporcional ou não-proporcional.
- Perceber que, por meio de diferentes transformações de uma figura no plano (translações, reflexões em retas, rotações), obtêm-se figuras congruentes e, por meio de ampliações e reduções, obtêm-se figuras semelhantes e de aplicar as propriedades da congruência e as da semelhança em situações-problema.
Obter medidas de grandezas, utilizando unidades e instrumentos convenientes (de acordo com a precisão desejável), representar essas medidas, fazer cálculos com elas e arredondar resultados; bem como resolver situações que envolvem grandezas determinadas pela razão de duas outras (como densidade demográfica e velocidade).
- Ler e interpretar dados estatísticos registrados em tabelas e gráficos, como também elaborar instrumentos de pesquisa e organizar os dados em diferentes tipos de gráficos, determinando algumas medidas de tendência central da pesquisa, indicando qual delas é a mais adequada para fazer inferências.
- Resolver problemas de contagem utilizando procedimentos diversos, inclusive o princípio multiplicativo e de construir o espaço amostral de eventos equiprováveis, indicando a probabilidade de um evento por meio de uma razão.












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário