terça-feira, 18 de janeiro de 2011

RELATÓRIO DE ESTÁGIO ED. INFANTIL - INTRODUÇÃO E OBJETIVOS 1ª PARTE

INTRODUÇÃO


Tendo em vista que a educação infantil é uma etapa muito importante na vida da criança e um dos desafios para sua inserção na comunidade escolar, abordamos uma proposta de intervenção que tinha por finalidade diagnosticar a prática pedagógica da Instituição de Ensino, visando assim adquirir informações acerca do ensino infantil que é passado a nossas crianças de 0 a 6 anos de idade e proporcionar-nos a oportunidade de intervir, para assim vivenciar e compreender o significado de uma prática pedagógica pautada nas leis que regem o Ensino Infantil. 
Sabendo que a escola, depois da família é a segunda comunidade das quais as crianças participam e representam grande significado para elas na socialização, na aprendizagem, no desenvolvimento psicológico, físico, emocional e na aquisição dos hábitos e costumes. Fizemos uma intervenção a partir do tema Natureza e Sociedade contemplando a questão da higiene e saúde alicerçada numa proposta interdisciplinar, visando acima de tudo o educar, o cuidar, e o brincar que integrados a atividades lúdicas despertam na criança à vontade e o desejo de aprenderem, participarem, de sugerirem, pois criança muito mais do que algumas pessoas pensam são acima de tudo seres inteligentes, capacitadas e sabem muito bem o que querem o que gostam e o que as faz despertarem para a aprendizagem significativa. Isso significa que para um profissional de Educação trabalhar com crianças nessa etapa é preciso ser criativo, dinâmico, paciente, pesquisador e afetuoso, pois não sendo assim, o profissional não tendo essas características não contribuirá para tornar a criança mais socializada e capaz de compreender o mundo a sua volta.
  Considerando que para atuar na prática educativa do Ensino Infantil precisamos estar mais do que preparados, devemos estar munidos de recursos e estratégias diferenciadas para que o ensino e a escola não frustrem os anseios da criança, precisamos educar com precisão conquistando o carinho, o respeito, a participação e a confiança das crianças para que ao abordar os conteúdos propostos para esta fase todos sintam se à vontade para expressarem os seus anseios e os seus pontos de vista.
Na proposta de intervenção pudemos perceber o quanto as crianças observam o professor durante as aulas, para elas o professor é mais do que um profissional de educação. Elas depositam total confiança em suas falas e si entregam na vivência de cada aula. Sabendo que para a criança adquirir boa aprendizagem é preciso estar em perfeita harmonia com o corpo e a mente, trabalhamos com elas os hábitos saudáveis de higiene para a manutenção da saúde e prevenção de doenças. Como a criança precisa ser bem orientada abordamos o assunto como se fosse uma brincadeira que deve ser levada a sério todos os dias, pois se não for praticada pode interferir em todo o nosso organismo afetando a nossa qualidade de vida. Como o tema higiene e saúde são amplos, destacamos a parte da higiene pessoal, física, mental e dos alimentos dando ênfase a questão dos cuidados da higiene bucal e asseio corporal, pois esta feita de maneira adequada é um dos meios para prevenir doenças e manter a saúde. Durante toda a intervenção as crianças foram instigadas e orientadas com os devidos cuidados, para que elas compreendessem que a higiene pessoal é um cuidado que cada pessoa deve manter sempre em todos os momentos de suas vidas. Essa abordagem foi elaborada de forma interdisciplinar utilizando o lúdico em todos os momentos, a fim de atingir os objetivos propostos. Para isso realizamos estudos teóricos baseados em autores que tratam da educação infantil.

OBJETIVOS


·           Analisar a proposta pedagógica da escola, a fim de aplicar a intervenção;
·           Verificar de forma sistemática o conhecimento das crianças e suas potencialidades acerca das questões de higiene;
·           Desenvolver de forma interdisciplinar e lúdica o tema Higiene e Saúde.











Nenhum comentário:

Postar um comentário